Acessada apenas por trilha, praia do Matadeiro é recanto de tranquilidade

Localizada no Sul da Ilha, praia do Matadeiro tem opções para quem gosta de surfar, pescar e aproveitar o dia com a família

Acessada apenas por trilha, praia do Matadeiro é recanto de tranquilidade
Localizada no Sul da Ilha, praia do Matadeiro tem opções para quem gosta de surfar, pescar e aproveitar o dia com a família

Acessada apenas por trilha, a praia do Matadeiro é um destes recantos de tranquilidade. Com uma extensa faixa de areia e três restaurantes servindo pratos de peixe e cerveja gelada, o local tem um charme típico manezinho.O mar de água gelada tem vários pontos com agitação e correntes de retorno. Há poucos barcos de pesca na areia, em comparação com a praia da Armação. Dois postos de guardas-vidas fazem a segurança dos banhistas.

Leia também:

O caminho que segue até a praia é pavimentado e tem poucos trechos que apresentam alguma dificuldade. São 200 metros com uma subidinha aqui, uma descida ali e pronto. Em cinco minutos é possível percorrer toda a trilha que separa a Armação do Matadeiro.

O caminho é dividido entre as pessoas que querem acessar a praia e as que vão abastecer os restaurantes. Carrinhos de mão são vistos sempre abarrotados de alimentos.

Milho, água, cerveja e livros são vendidos no percurso. A banquinha de madeira, que lembra as antigas vendas de produtos a granel, abriga ainda uma fonte de água. Retirado da espiga na hora, o milho fresco é apenas uma das opções de comida disponíveis no Matadeiro.

39 anos de Bar do Alécio

Vermelho e branco são as cores do Bar do Alécio. Isso fica bem claro na decoração composta por 30 mesas de madeira pintadas em um vermelho vivo. O branco está nas paredes internas e externas e nos detalhes das vigas que sustentam o salão principal montando em meio a areia.

Alécio Viera dedicou 39 anos da vida ao bar que leva seu nome – Foto: Anderson Coelho/ND

Manezinho e torcedor do Avaí, Alécio Vieira tem 39 anos da vida dedicados ao bar que construiu com a esposa Andréia. Hoje, eles administram dois restaurantes, três filhos, cerca de 30 funcionários e uma pousada.

Abrem cedo, logo às 9h da manhã. O cardápio, que já serviu apenas lanches, hoje é repleto de frutos do mar pescados ali mesmo. Os PFs — pratos feitos — incorporam a tradição pesqueira, sendo compostos por filé de peixe ou camarão. Todos eles acompanham arroz, feijão e salada.

Morador da Armação, Alécio destaca que o melhor do Matadeiro é a tranquilidade que o local proporciona. “Muita gente não conhece essa praia. Sobe no topo da Ilha das Campanhas e vê que tem guardas-sol aqui e busca conhecer”, comenta.

Tranquilidade atrai visitantes

Sentando em uma cadeira de plástico, Emerson Giacomini aproveita seu último dia em Florianópolis. Natural de Pinhais, no Paraná, ele e a esposa Nana Shara vêm a cidade há dez anos. Buscam ficar no Sul da Ilha e sempre visitam a praia do Matadeiro. Desde que chegaram no dia 12 de dezembro, foram todos os dias ao local.

“Aqui é diferente. Vamos nadar sem nenhuma preocupação com nossas coisas, pois sabemos que ninguém vai pegar”, afirma Emerson.

O casal paranaense curte seu último dia de férias em Florianópolis – Foto: Anderson Coelho/ND

A primeira vez na praia do Matadeiro também encantou a família Feitosa Menezes. O casal Andrea e Rogério e os filhos Rafael e Mariana chegaram a Florianópolis há uma semana.

Visitaram as praias Norte da Ilha e se empolgaram com o Centro onde estão hospedados, mas nada se comparou ao Matadeiro. “Viemos sem conhecer, nem pesquisar muito e estamos apaixonados. É o lugar mais lindo da Ilha”, destacou Andrea.

Com uma faixa de areia extensa é possível praticar frescobol, vôlei e até um futebol improvisado. Para quem deseja pescar, a praia é a ideal, oferecendo costões com a presença de mexilhões colados na pedra.

Quem deseja acessar a Lagoinha do Leste, há uma trilha que sai do Matadeiro. Considerado mais extenso, o percurso exige atenção e dura cerca de duas horas.

Como chegar:

Pela rodovia SC-405 que leva ao Sul da Ilha. É necessário andar até pela praia da Armação até a trilha que dá acesso a praia.

Logo - ND