Conheça Galápagos, paraíso na América do Sul que não precisa de passaporte para visitar

Brasileiros conseguem visitar o destino apenas com o RG.

Conheça Galápagos, paraíso na América do Sul que não precisa de passaporte para visitar
Foto: Shutterstock - VULCÃO EL JUNCO

Melhor do que conhecer lugares maravilhosos ao redor do mundo, é saber que muitos deles são acessíveis e não exigem muita mão de obra para visitar. É o que acontece com o Arquipélago de Galápagos, no Equador. Os brasileiros que visitam o local a turismo não precisam de visto nem passaporte, basta levar o RG - tudo isso porque o destino faz parte da América do Sul e do MERCOSUL.

Composto por 12 ilhas grandes e outras dezenas de ilhotas, o destino conta com praias paradisíacas e um ambiente selvagem onde animais e pessoas transitam livremente pelas ruas. Incrível, né? Para te explicar melhor sobre Galápagos, o Guia da Semana fez uma lista das atividades imperdíveis e de tudo o que você tem que saber antes de ir para lá.

ENTENDENDO O ARQUIPÉLAGO

Foto: Shutterstock

ENTENDENDO O ARQUIPÉLAGO

Arquipélago de Galápagos é composto por 12 ilhas principais e dezenas de outras menores. Além disso, o destino possui um 'hot spot' de onde sai lava vulcânica, que forma novas ilhotas – essas formações desaparecem com o tempo ou migram para leste, de acordo com a maré.

Para somar a singularidade do local, os animais que vivem por lá nunca tiveram contato com animais terrestres – por isso que os turistas conseguem transitar livremente, não são considerados uma ameaça. Dessa forma, leões marinhos (animais símbolo do Arquipélago) costumam ser vistos entre mesas de restaurantes, calçadas de ruas e em muitos outros locais.

ONDE SE HOSPEDAR: Ilha Santa CruzIlha Isabella e Ilha San Cristóbal são as melhores ilhas para se hospedar em Galápagos.

COMO CHEGAR: Não existe um voo direto até Galápagos – o Arquipélago fica há, aproximadamente, 1000 km da capital do Equador. O melhor jeito de chegar até lá é voando até Quito, no Equador, e de lá pegar um voo interno até Galápagos. Mas a aventura vale a pena, já que o destino é um local único.

ILHA SANTA CRUZ

ILHA SANTA CRUZ

Ilha de Santa Cruz é uma das ilhas preferidas dos turistas para se hospedar – ela conta com uma grande diversidade de passeios e possui fácil acesso (via barco) para as outras ilhas principais. Somado a isso, ela é a mais próxima do Aeroporto (Ilha de Baltra) – o trajeto se dá por balsa.

A pequena cidade de Puerto Ayora é a grande atração da Ilha e onde ficam os restaurantes e hotéis. Lá é que está a Estação Científica Charles Darwin, que ajuda a manter as espécies marinhas da Ilha. Praias como La Estación e Tortuga Bay são ótimas para quem quer curtir um mar azul de areia branquinha. Outro ponto imperdível são as Piscinas Naturais Las Grieta: trata-se de cânions com água cristalina.

ILHA SAN CRISTÓBAL

ILHA SAN CRISTÓBAL

Ilha de San Cristóbal é outra ilha habitada e muito visitada pelos turistas. É possível ficar hospedado por lá ou simplesmente comprar um passeio de barco (de um dia inteiro) para conhecer os principais lugares de lá. É lá que estão os xodós de todo o arquipélago: os leões marinhos. Por todos os lados eles dormem tranquilamente em meio às praias e nas ruas.

A praia de La Lobería é uma das mais visitadas e parte da atração não está em suas águas cristalinas – é lá que vivem a maioria dos leões marinhos e eles são uma atração e tanto. Por lá é possível praticar snorkelling e nadar com tartarugas. Para quem gosta de mergulhar, a Kicker Rock é o passeio ideal: tubarões, arraias e peixes esperam o turista em uma aventura emocionante.

 

ILHA BARTOLOMÉ

ILHA BARTOLOMÉ

O cartão postal de Galápagos é a Ilha Bartolomé, isso por que é lá que está o Pináculo, um cone de rocha de lava formado a partir da erupção de um vulcão subaquático! O local fica a cerca de 2 horas de distância da Ilha de Santa Cruz e várias agências de turismo vendem o passeio que inclui almoço, guia turístico e parada nas ilhas menores em volta.

Fazer snorkelling, subir em um mirante vulcânico e tirar belas fotos são algumas das atrações. Embora não seja recheado de atividades e não seja uma ilha habitada, Bartolomé encanta pela sua beleza natural única!

Agora é só se programar para conhecer esse paraíso! ;)

Por Juliana Sartori