Por Andrea Shalal. WASHINGTON (Reuters) - As tensões comerciais estão pesando sobre o crescimento ao redor do mundo, mas o Fundo Monetário Internacional está "longe"

de prever uma recessão global, disse um funcionário do FMI à Reuters nesta sexta-feira, enquanto o Fundo se prepara para apresentar novas perspectivas econômicas no próximo mês.

    O FMI disse na quinta-feira que tarifas impostas ou ameaçadas por Estados Unidos e China poderiam reduzir em 0,8% a produção econômica global em 2020 e desencadear perdas nos próximos anos.

    "As tensões comerciais estão pesando sobre o crescimento. Mas nós realmente não vemos recessão nas condições atuais. Acho que estamos longe disso", disse o funcionário do FMI, familiarizado com o preparação das perspectivas.

    "Embora a atividade manufatureira tenha sido fraca, também vemos resiliência no setor de serviços e a confiança do consumidor está se sustentando. A questão é quanto tempo essa resiliência pode durar, e estamos monitorando cuidadosamente todos os indicadores ", afirmou o funcionário, que não estava autorizado a falar publicamente.

    O Fundo divulga relatórios de perspectiva econômica duas vezes ao ano para coincidir com suas reuniões, de primavera e outono, com projeções para o PIB global do ano corrente e do ano seguinte.

(Por ANDREA SHALAL)

Reuters