A juíza Camila Coelho acatou pedido do Ministério Público e determinou medidas que devem ser cumpridas por Maurício Della Justina, que na semana passada teria ameaçado o empresário Luciano Hang, dono da Havan, de morte, dentro da Havan de Brusque. Com isso, Della Justina está proibido de ir até a Havan ou até a residência de Hang e seus familiares. Ele também deve manter distância mínima de 300 metros do empresário. O acusado também está impedido de manter qualquer tipo de contato, por qualquer meio de comunicação, com Hang, seus familiares, colaboradores e funcionários.

Veja a reportagem do fato:  na semana passada teria ameaçado o empresário Luciano Hang

Deixe seu comentário:

NSC TOTAL