Trabalhadores de diversas categorias cruzam os braços nesta sexta-feira, 14, em todo o país contra a reforma da Previdência, em defesa da educação e por mais empregos.

greve geral, organizada pela Central Única dos Trabalhadores (CUT), juntamente com Força Sindical, CGTB, CSB, UGT, Nova Central CSP-Conlutas e Intersidical, afeta ônibus, trens e metrôs, bem como escolas. Caminhoneiros, metalúrgicos, químicos, professores, servidores públicos federais, estaduais e municipais, além de profissionais da saúde, portuários, metroviários e bancários aprovaram paralisação em assembleia. Em São Paulo, Metrô, CPTM e EMTU operam parcialmente.

 

Veja a cobertura ao vivo

 

 EL PAIS