Neste domingo, os candidatos farão 45 questões de Ciências da Natureza e 45 de Matemática, com 5h de duração. No último domingo, dia 3, foram 45 questões de Ciências Humanas, 45 de Linguagens e Códigos e a prova de redação, com o tema “democratização do acesso ao cinema”.

 

Primeiro domingo

O primeiro dia do Enem 2019 registrou taxa de abstenção de 23%, ligeiramente menor do que a do ano passado (24,9%). Ao todo, 376 candidatos foram eliminados por descumprirem itens do edital, entre eles o porte de materiais proibidos e o toque de celular durante a prova.

Cerca de 3,9 milhões de candidatos fizeram o exame. Apesar das polêmicas que envolviam o Enem desse ano devido a declarações do presidente Jair Bolsonaro, o tema da redação e a prova de Ciências Humanas e Linguagens não fugiram da tendência dos anos anteriores, segundo especialistas

Provas

Para realizar a prova do Enem, o candidato não pode esquecer de levar um documento com foto e uma caneta preta, feita com material transparente. O cartão de confirmação pode ser levado, mas não é obrigatório. É terminantemente proibido o uso de aparelhos eletrônicos durante o exame, sob pena de eliminação do candidato. 

Neste ano, o texto do edital diz: “Se o aparelho eletrônico, ainda que dentro do envelope porta-objetos, emitir qualquer tipo de som, como toque ou alarme, o participante será eliminado do Exame”.

Por isso, a dica é que os estudantes desativem os alarmes do celular (muitos deles tocam até com o aparelho desligado). Para garantir, o ideal é que a bateria seja removida e guardada junto com o celular no saco plástico entregue no dia da prova. Como cuidado nunca é demais, se o seu celular não tem bateria removível talvez valha considerar deixá-lo em casa no dia da prova!

 

 

 

Atenção aos horários

Os horários de aplicação do Enem deste ano mudaram um pouco em relação ao ano passado, devido à extinção do horário de verão. A abertura e fechamento dos portões, bem como o horário de início de aplicação da prova, vão variar em três diferentes localidades. 

O fuso oficial é o de Brasília e, por isso, candidatos do Amazonas, Acre, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Rondônia e Roraima iniciam as provas em horário mais cedo para ficarem equivalentes com o restante do Brasil.

Confira aqui o horário das provas do Enem em cada estado 

Candidatos que chegarem depois do horário de fechamento dos portões estarão eliminados da prova. Por isso, o recomendado é que todos tenham consultado seu cartão de confirmação com antecedência e conferido a distância que terão que percorrer para chegar ao seu local de prova.

Mudança nos locais de prova

Diversos candidatos que residem em Goiânia (GO) precisarão fazer a reaplicação do Enem, nos dias 10 e 11 de dezembro. Isso porque seus locais de prova foram alterados durante essa semana e muitos deles não viram a tempo a mensagem de aviso da mudança, enviada por sms. Além disso, houve episódios pontuais de falta de energia e água em Sobradinho (BA) e em uma cidade de Alagoas, segundo o MEC. Esses candidatos também refarão a prova.

Resultado

O resultado individual da prova será publicado em janeiro de 2020.

Guia do Estudante