De acordo com a Polícia Militar, a principal suspeita do crime é uma ex-companheira de um amigo da vítima  

Redação
Por Redação DC

Segundo informações da Polícia Militar, que atendeu a ocorrência, a situação iniciou em uma danceteria de Porto Belo. O homem teria explicado aos policiais que se separou há dois meses e que encontrou a ex-companheira no local. Segundo o relato, eles não se falaram, mas ela teria o agredido com uma garrafada nas costas e braços.

Na saída do bar, enquanto ele esperava na calçada para ser encaminhado ao hospital em Tijucas, o homem disse ainda que a ex tentou jogar o carro em cima dele.

 
Ele foi procurar atendimento médico com uma amiga e familiares, que o esperaram na recepção da unidade hospitalar. Neste momento, segundo o relato do homem à polícia, a ex-companheira teria entrado no local com uma faca na mão e golpeado seis vezes a amiga do homem na região do pescoço.

Testemunhas contaram ainda que a mulher chegou a procurar o ex pelo hospital. A amiga, no entanto, não resistiu e morreu no hospital. A vítima ainda não teve a identidade confirmada para a reportagem.

A mulher que teria cometido o crime conseguiu fugir em um Palio e até o início da tarde deste domingo não havia sido encontrada pela polícia. Agentes chegaram a ir até a casa dela, mas não encontraram ninguém.