Uma briga entre facções dentro do Centro de Recuperação Regional de Altamira, no sudoeste do Pará, deixou ao menos 57 detentos mortos, 16 deles decapitados,

na segunda-feira. A maioria dos mortos (36) no massacre foi vítima de asfixia. Segundo a Superintendência do Sistema Penitenciário do Pará, dois agentes prisionais chegaram ser feitos reféns e foram liberados. No início da tarde, o motim estava encerrado. (Via Estadão)